domingo, 13 de setembro de 2009

Só falta crescer

Minha infância não terminou no dia em que eu parei de brincar de barbie. Porque eu me sinto um pouco criança até hoje. Ainda moro com meus pais e me sinto dependente deles para várias coisas. Eu cresci, eu tenho dezoito anos, mas não me sinto como adulta. Minhas responsabilidades se resumem em estudar e pagar a conta do celular todo dia dez (e olha que nem isso eu consigo fazer direito). Acho que se infância é brincar, a minha terminou quando eu tinha onze anos, caso contrário, eu sou criança até hoje. Na minha cabecinha, crescer deve doer demais. Prefiro me considerar uma menina meio adolescente, meio criança. Nem um, nem outro. Mas não totalmente madura. Acho que ainda falta muio para eu crescer. Falta eu descobrir o mundo, falta eu saber o que eu quero da minha vida. Eu me sinto tão imatura para escolher minha própria profissão, como posso dizer que eu cresci? E sabe de uma coisa? Eu amo não crescer. E tive sorte de não precisar crescer cedo. Minha cabeça AINDA é livre de responsabilidades. Sei que isso vai acabar um dia. Mas por enquanto é bom, pois eu ainda tenho tempo para me preocupar com somente uma coisa: meus sonhos!

4 comentários:

Jessica disse...

Pois "que seja eterno enquanto dure"
sua 'infância'.
Amei o post

Tata XD disse...

Juro que eu tentei, mas não teve como não lembrar da música da Britney (aquela trilha sonora do filme dela, leeembra? o clip era numa montanha, e ela usava uma roupa tosca - pra variar) ao ler o post. UHASUHSUHAUHASUHSAUHSA
De qualquer forma, também acho que crescer deve ser chato. Ser "criança" nas horas certas é muito mais emo.cionante ^^

Sofia disse...

- Muito bom o post! (:
- Tem selo para os 50 primeiros que comentarem lá no blog. Vai lá!

beijos,
Sofia
(http://pirulito-no-palito.blogspot.com/)

Natália disse...

Acho que só cresceremos realmente quando deixarmos de morar com nossos pais, caso contrário ainda continuaremos eternas adolescentes! (bem que poderia ser assim) beijos