quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

so have a nice day

Tenho o hábito de começar o ano nostálgica. Esse ano começou diferente. Admito que como sempre acontece, eu tive um nó na garganta durante a virada do ano. Um minuto de diferença e várias histórias ficam para trás, ficam para o ano passado. É como se nossas vidas fizessem um aniversário particular e coletivo, ao mesmo tempo, no mesmo minuto. E esse bando de viagens me fizeram começar esse ano diferente. Tudo bem, com nó na garganta e o frio na barriga de sempre. Mas com um sentimento de leveza. De que eu cumpri o meu dever e fiz tudo como deveria ter feito, agradecendo sempre tudo de bom que aconteceu comigo. Nunca tive um momento tão de bem com a vida. E a última coisa que precisamos, é de fatalidades para perceber o quanto precisamos da vida e de dar valor a ela. Diante dos acontecimentos, isso não é mais clichê, é fato. Por isso que eu quero dizer aqui o que eu já venho dizendo faz algum tempo: eu amo a vida que eu tenho e quero agradecer isso todo dia. E é isso, só isso e mais nada que eu queria dizer.

2 comentários:

Tata disse...

Esse ano, nem frio na barriga na hora da virada eu senti. Passei as festas do fim de ano um pouco cética demais o.O
Nunca me senti tão normal. Sei lá, pra mim foi só mais um dia. Fiquei triste por isso, admito.
Saudades do tempo em que o Natal era emocionante e de quando eu chorava no Ano Novo, com medo dos fogos. Ao menos eu sentia alguma coisa diferente -q
UHSAUHSUHUHASUHSAUHASUHASUHSUHASAUH

M. disse...

feliz ano novo!